Como obter uma alta pontuação na avaliação do Prêmio União Química?

O Prêmio União Química de incentivo à pesquisa em Anestesiologia terá uma comissão julgadora composta por profissionais renomados da especialidade que possuem amplo conhecimento na área de pesquisa. Para tanto, esses profissionais precisarão seguir alguns critérios de avaliação, que vão permear o desempenho de cada um dos estudos apresentados.

Por isso, para obter uma alta pontuação no seu estudo e garantir que ele seja 100% elegível, será preciso seguir minuciosamente os critérios de avaliação e caprichar nos quesitos com maior peso. Vencerá o projeto científico que mais se destacar dentro das trilhas do prêmio.

Para te ajudar a não perder nenhum ponto importante, aqui estão algumas recomendações que vão te direcionar a desenvolver o projeto científico que contribuirá com o seu tão sonhado reconhecimento profissional. Confira:  

Atenda a todos os critérios de avaliação e desempate

O Prêmio União Química contará com critérios de avaliação com notas de 0 (zero) a 10 (dez). Para obter uma boa pontuação final, esteja atento a cada um dos pontos das Fases 1 e 2.

Na Fase 1, as avaliações serão realizadas no formato duplo-cego, ou seja, nem a comissão julgadora conhecerá o participante, nem o participante conhecerá a comissão julgadora. Ao passar para a segunda Fase, o candidato poderá estar frente a frente dos jurados para defesa do seu projeto científico.

Se houver qualquer tipo de empate na Fase 1, o critério para desempate será “originalidade e relevância”. Já na Fase 2, o critério de desempate será “Resposta aos questionamentos”. Ou seja, venha preparado, com os argumentos sobre o seu projeto na ponta da língua.

Se você quiser conferir todos os pontos do regulamento, baixe-o agora mesmo:

Siga categoricamente o tema central e uma de suas trilhas

O tema central do Prêmio União Química de incentivo à pesquisa em Anestesiologia é medicina perioperatória, portanto, atente-se a segui-lo categoricamente, sem se desvirtuar do objetivo principal. Para te ajudar a manter a linha de raciocínio durante todo o seu trabalho, a dica é desenvolver um “esqueleto”, no qual você poderá anotar os principais pontos do seu estudo.

Conheça as três trilhas e suas respectivas orientações. Você poderá escolher uma delas para desenvolver o seu estudo:

Trilha 1: Utilização de Fármacos

• O trabalho deverá ser realizado com qualquer técnica anestésica.

• Poderão ser utilizados quaisquer fármacos anestésicos ou adjuvantes.

Trilha 2: Qualidade e Segurança

• O trabalho deverá priorizar a demonstração de cuidados na gestão da qualidade e segurança do ato anestésico. Deve descrever o que fez a diferença para a melhoria contínua do ato anestésico-cirúrgico.

• Poderá ser baseado em monitorização e cuidados perioperatórios.

Trilha 3: Impacto em desfechos pós-operatórios

• O trabalho deverá priorizar o impacto da anestesia nos desfechos pós-operatórios, tais como náuseas/vômitos, dor, alterações cognitivas, entre outros.

• Poderão ser descritas técnicas ou a utilização de fármacos para atenuação ou eliminação dos desfechos pós-operatórios negativos.

• Poderão ser inscritos trabalhos que demonstrem outros resultados positivos em desfechos não citados anteriormente.

Fique atento aos pré-requisitos da inscrição

Além de atender aos critérios de avaliação, o seu projeto precisa estar dentro de todos os pré-requisitos de inscrição para ser elegível. Ou seja, é imprescindível que seja um estudo 100% original, que nunca tenha sido publicado na íntegra até o momento da inscrição e seja aprovado pelo comitê de ética da instituição e/ou pela Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep). O seu projeto científico também precisará estar concluído e ser de natureza clínica ou experimental.

Para fazer a sua pré-inscrição e receber conteúdos exclusivos por e-mail, basta clicar no botão abaixo:

Pin It on Pinterest

Share This